NFJ#336 ❄️ Nos EUA, número de visitantes mensais de sites de notícias sobe 11%

Dados são do State of the News Media | Robô Fátima é banido do Twitter | Facebook vs transparência | Minecraft para chegar aos jovens | Ética jornalística no caso da publicidade do tratamento precoce

Share

Buenas!

Moreno aqui, só abrindo a news porque hoje a edição é toda da Lívia. Minha única contribuição, além da edição final, é indicar este link do NYT sobre a diferença entre correr 100 metros, 800 metros e uma maratona. Ou: como o corpo se comporta (e a técnica muda) quando é preciso ser rápido e quando o foco são grandes distâncias. Fica mais fácil de entender o tamanho do desafio da atleta holandesa Sifan Hassan, que já ganhou ouro nos 5 mil, bronze nos 1.500 e vai disputar a final dos 10 mil amanhã.

Bueno, antes de começar, lembrem que vocês têm vantagens ao contratar os nossos parceiros da ServerDo.in. Venham aqui e ganhem TRÊS MESES DE HOSPEDAGEM GRÁTIS. Ah, e lembrem também que além do nosso crowdfunding também estamos aceitando aquele PIX amigo. Basta usar a chave CNPJ 29382120000182.

Certo, vamos nessa.


❄️ O Pew Research Center publicou mais dois textos no State of the News Media, relatório sobre a indústria jornalística norte-americana. Na NFJ #332, destrinchamos a análise sobre jornais. Hoje, vamos resumir os principais achados da categoria “notícias digitais”. Tendo como base os sites de notícias com mais de 10 milhões de visitantes únicos por mês, houve um aumento de 11% em relação a 2019. O tempo de permanência também aumentou: de 1,95 minutos para 2,13, em média. As organizações de notícias têm usado uma variedade de opções para alcançar o leitor: aplicativos (73%), newsletters (93%), podcasts (75%) e agregadores como Apple News (88%) e Flipboard (95%). Todos os veículos têm perfis no Facebook e Twitter. 93% estão no Instagram, 57% no TikTok e 26% no Snapchat. A receita total de publicidade agora é principalmente digital (e não impressa). Destaque para o crescimento da publicidade móvel, que cresceu 70 vezes entre 2011 e 2020. De acordo com dados obtidos no Bureau of Labor Statistics, o relatório afirma que cerca de 18 mil profissionais trabalharam em redações de veículos nativos digitais em 2020 como repórteres, editores, fotógrafos ou videógrafos. Na categoria “mídia negra e hispânica”, um resultado chama atenção: a porcentagem de profissionais negros nas redações de TV locais, que não passava de 10% por muitos anos, aumentou para 13,3% em 2020. Os hispanos, que representavam 4% das equipes dos telejornais em 1995, no ano passado representavam 11%. Crescimento lento e pequeno, né? Leiam aqui seis destaques gerais sobre o relatório.


❄️ O Twitter baniu o acesso do robô de checagem Fátima, do Aos Fatos, à API da plataforma, o que impede seu funcionamento para detectar fake news e avisar quem as compartilhou. O perfil da Fátima chegou a ficar suspenso por mais de 10h, sem qualquer comunicado prévio do Twitter. Em nota, a plataforma disse que houve violação das regras de automação. Nesta matéria, Aos Fatos critica a decisão e cita exemplos de atuação do robô na luta contra a desinformação. Sérgio Lüdtke também foi contra a decisão e disse que, ao invés de suspender, a plataforma deveria pagar pra ter a Fátima. A revista AzMina, em parceria com o Twitter, criou a #ChameAPenha, assistente virtual via DM para ajudar mulheres a identificar e fugir da violência de forma segura. Vocês viram a treta de nosso amigo Mark com pesquisadores da Universidade de Nova York? O Facebook decidiu desativar as páginas e contas pessoas associadas ao projeto Ad Observatory, que coletava dados de usuários voluntários do Facebook para entender melhor os anúncios publicitários durante a eleição de 2020. A justificativa é a proteção da privacidade dos usuários. Casey Newton foi cirúrgico: “De um lado, você tem pesquisadores trabalhando para entender os efeitos da plataforma em nossa democracia. De outro, você tem uma empresa que vem sendo alvo por quase duas décadas de escândalos de privacidade e multas regulatórias”. A equação, é claro, não fecha. O UOL repercutiu o caso, destacando fala do senador Mark Warner: "Esta última ação do Facebook para cortar os esforços de transparência de um grupo externo - esforços que têm facilitado repetidamente revelações de anúncios que violam os termos de serviço do Facebook, anúncios de fraudes e esquemas financeiros predatórios e anúncios políticos que foram omitidos indevidamente da obscura biblioteca de anúncios do Facebook - é profundamente preocupante".


❄️ No Reuters Institute, Laura Oliver conta que organizações de notícias latino-americanas orientadas por uma “missão” têm aumentado a receita vinda dos leitores por meio de seus programas de membros. Um dos exemplos é o da Agência Pública, que entrega para seus membros “uma newsletter semanal exclusiva escrita por um repórter diferente a cada semana e uma pesquisa bimestral sobre quem a Pública deve entrevistar e quais perguntas devem ser feitas. O contato direto com o editor de audiência e descontos em livros e fotografias também estão disponíveis em diferentes níveis de adesão”. A LJR traduziu a reportagem. Neste fio, Laura Oliver lista as matérias que têm feito sobre o cenário midiático do Sul Global. O Press Gazette traz outro texto interessante sobre a relação com a audiência. A partir de dados da PAMCo e do Digital News Report, o artigo destaca que, embora jovens entre 15 e 34 anos sejam um terço da audiência das principais organizações no Reino Unido, este número está caindo. Globalmente, o cenário se confirma: na maioria dos países, a idade média de um leitor pagante é de mais de 50 anos. Essa desconexão, pontua a matéria, acontece, em parte, porque os veículos ainda pensam que seu trabalho é dizer às pessoas o que elas precisam saber, e muito pouco as ouvem. No Lenfest Institute, o exemplo do Long Beach Post, que usou Minecraft para alcançar a audiência jovem durante a pandemia. E vamos dos jovens para as mulheres. Jornalistas e ativistas do Oriente Médio afirmam, nesta matéria da NBC, que suas fotos privadas foram compartilhadas nas redes sociais para intimidá-las e silenciá-las, a partir do vazamento do spyware Pegasus. Ricardo Torres defende, neste texto para o ObjEthos, que a violência contra jornalistas não pode ser naturalizada. No Nieman Reports, mais um alerta: o jornalismo deve escolher um lado - não de um partido, mas o lado da democracia.


❄️ Lembram daquele anúncio publicitário defendendo o tratamento da Covid com medicamentos sem eficácia comprovada, que foi publicada nos principais jornais do país? (falamos sobre isso na NFJ#315). A CPI da Covid revelou que os anúncios foram bancados pela Vitamedic, farmacêutica que é uma das principais produtoras de ivermectina no país. Neste texto para o ObjEthos, o professor Rogério Christofoletti afirma que há um problema do ponto de vista da ética médica, mas também da ética jornalística. “Afinal, os oito jornais que aceitaram publicar os anúncios sabiam de onde estava vindo o dinheiro, e isso só veio à tona agora”. No Poynter, Tom Jones afirma que a imprensa dos EUA tem errado na cobertura da Covid-19, por não dar o contexto necessário. Ele cita como exemplo a recomendação da volta do uso de máscaras que, sem uma explicação contextualizada, leva o leitor à confusão e pânico. Esta matéria do New York Times repercute pesquisa que identificou que a mídia local tem ajudado a espalhar desinformação ao dar espaço para especialistas antivacina. Falando em NYT, o jornal decidiu adiar indefinidamente o retorno dos jornalistas ao escritório, que tava previsto para 7 de setembro. O motivo é o aumento de casos pela variante Delta.


❄️ A primeira turma de trainees negros da Folha produziu um excelente caderno especial. A partir de domingo, O Globo vai apresentar novas seções na internet e no impresso sobre saúde e bem-estar, além de ampliar sua cobertura de cultura e comportamento. Contexto é o novo programa de membros da Agência Lupa. A coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles, criou quatro canais para recebimento de denúncias e documentos sigilosos. A Agência Pública acaba de lançar o podcast Cientistas na Linha de Frente, que conta, em seis episódios, a história de pesquisadores que sofreram ameaças por conta de seu trabalho científico. Em parceria com a Énóis, o projeto argentino Distintas Latitudes criou a newsletter Interior LATAM, sobre a mídia na América Latina e Caribe. A edição mais recente é sobre o Brasil. O Guardian detalha como o jornal britânico costumava fazer fact-checking antes da internet. No NYT, o crescimento das assinaturas desacelerou, mas a receita e os lucros aumentaram. Mais informações no Poynter. O Nieman Lab informa que o podcast Longform, de entrevistas com escritores e jornalistas sobre storytelling, agora está faz parte da rede de podcasts da Vox Media. How We Got Here é o novo podcast da Columbia Journalism School. E o podcast Praia dos Ossos deve virar série de TV. O primeiro episódio é sobre raça, justiça criminal e violência. Após quatro anos, o Membership Puzzle Project chega ao fim. Jay Rosen afirma que a decisão foi planejada e que o encerramento ocorre no momento em que redações guiadas por membros já se espalharam pelo mundo. Aproveitem pra ler este texto do MPP sobre como construir uma comunidade de membros. Vale ler também este texto do Reuters Institute com exemplos de jornalismo imersivo e o que pode ser aprendido a partir deles.


❄️ Vaga para repórter de entretenimento no Splash UOL. | Oportunidade também para jornalistas de dados na Gênero e Número. Inscrição para o Prêmio 99 de Jornalismo vai até 19 de setembro. | Também estão abertas as inscrições para o curso de jornalismo investigativo de Leandro Demori. | Jornalistas de todo o mundo podem concorrer, até 19 de agosto, a uma vaga no curso de jornalismo empreendedor da Newmark J-School. | Conheçam os vencedores do prêmio Excelência Jornalística de 2021, da Associação Interamericana de Imprensa (SIP). | Saiu parte da programação da Conferência Global de Jornalismo Investigativo da GIJC, que acontece em modo virtual, de 1 a 5 de novembro. | No próximo dia 19 de agosto, o Instituto Vladimir Herzog lança, em parceria com a Artigo 19, a Rede Nacional de Proteção de Jornalistas e Comunicadores. | O Canal Reload foi selecionado para participar do Youtube Sustainability Lab. | Pra fechar, três dicas: Zencastr é uma ferramenta para produzir podcasts de forma inteiramente remota. Por que jornalistas precisam de um sistema de arquivamento. Public Input ajuda redações a interagir com leitores.


É isso, moçada. Bom final de semana e até sexta que vem.

Moreno e Lívia


Nosso agradecimento de <3 vai para:

Adriana Martorano Vieira, Alciane Baccin, Ana Claudia Gruszynski, André Caramante, André Roca, André Schröder, Andrei Rossetto, Ariane Camilo Pinheiro Alves, Barbara Nickel, Ben-Hur Demeneck, Bernardete Melo de Cruz, Bibiana Garcez, Bibiana Osório, Boanerges Balbino Lopes Filho, Caio Maia, Casemiro Alves, Clube do Português, Cristiane Lindemann, Davi Souza Monteiro de Barros, Diego Freitas Furtado, Diego Queijo, Diogo Alcantara, Edimilson do Amaral Donini, Eliane Vieira, Estelita Hass Carazzai, Fabiana Moraes, FêCris Vasconcellos, Felipe Branco Cruz, Filipe Speck, Filipe Techera, Flavio Dutra, Gabriela Favre, Giuliander Carpes, Guilherme Caetano, Guilherme Nagamine, Janaína Kalsing, João Vicente Ribas, Jonas Gonçalves da Silva, Jorge Eduardo Dantas de Oliveira, Lia Gabriela Pagoto, Lilian Venturini Gavaldão, Lucia Monteiro Mesquita, Luiza Bandeira, Marcela Duarte, Marcelo Crispim da Fontoura, Marco Túlio Pires, Margot Pavan, Maria Carolina Medeiros, Maria Elisa Maximo, Mateus Marcel Netzel, Mayara Penina, Michelle Raphaelli, Nadia Leal, Nara Leal, Natália Levien Leal, Nícolas Barbosa, Paula Bianchi, Paulo Talarico, Pedro Burgos, Pedro Luiz da Silveira Osório, Priscila dos Santos Pacheco, Rafael Grohmann, Rafael Paes Henriques, Raquel Ritter Longhi, Regina Maria Pozzobon, Renata Johnson, Roberto Nogueira Gerosa, Roberto Villar Belmonte, Rodrigo Muzell, Rogerio Christofoletti, Roogério Lauback, Rose Angélica do Nascimento, Rosental C Alves, Samanta Dias do Carmo, Sérgio Lüdtke, Sérgio Spagnuolo, Silvio Sodré, Suzana Oliveira Barbosa, Sylvio Romero Corrêa da Costa, Tai Nalon, Tais Seibt, Tiago Oliveira, Vivian Augustin Eichler, Washington José de Souza Filho.

Apoiadores +R$10, informem aqui a URL para inserir um link ativo no seu nome.